Drag queen Aretuza Lovi
Drag queen Aretuza Lovi (Foto: Reprodução/Twitter)

O segundo turno das eleições para presidente da República tem movimentado as redes sociais de artistas LGBTs se posicionando contra a candidatura de Jair Bolsonaro.

Depois das drag queens Pabllo Vittar e Lia Clark declararem voto em Fernando Haddad, Aretuza Lovi endossou campanha anti-Bolsonaro.

Em sua conta no Instagram, a cantora do hit “Catuaba” explicitou que não votará, tampouco apoiará, o ex-deputado conhecido por suas falas homofóbicas, machistas e racistas.


Leia mais:

Em defesa dos direitos humanos, Lia Clark declaro voto em Haddad

Pabllo Vittar declara voto em Fernando Haddad: “É 13”

Nos comentários, Aretuza recebeu o apoio dos fãs que também se manifestaram contra Jair Bolsonaro.

“Ele nunca, pois estou cansado de ver o sangue dos meus sendo derramado. Ele nunca, pois as mulheres precisam ter voz e denunciar as agressões que sofrem. Ele nunca, porque o Brasil é um país originalmente dos índios e hoje eles correm risco de perder seus direitos. Ele nunca porque eu não mereço apanhar e nem ser morto na rua”, afirmou um internauta. “Obedece a rainha do Brasil, gente”, escreveu um segundo.

DEIXE UMA RESPOSTA