1º senador gay do Brasil Fabiano Contarato (à direita) com filhos e marido
1º senador gay do Brasil Fabiano Contarato (à direita) com filhos e marido (Foto: Reprodução/Instagram)

Recorde de candidaturas nesta eleição, 160 membros LGBTs foram eleitos em 2018, segundo dados divulgados pela Aliança Nacional LGBTI, apresentando um crescimento de 386% em relação ao último pleito.

Deste total,  os signatários do compromisso lançado pela organização, quatro deputados estaduais foram eleitos em todo o Brasil. Ao ser colocados na conta os aliados, aquelas pessoas que apesar de não serem LGBTs, o número fica ainda maior com a senadora Mara Gabrilli (PSDB/ SP), além de 12 deputados federais e 17 deputados estaduais.

LEIA MAIS:


Eleitores atacam LGBTs e nordestinos após vitória de Bolsonaro

Famosos LGBT reagem a vitória de Jair Bolsonaro na presidência: “Resistência”

O presidente da Aliança Nacional LGBTI, Toni Reis, comemorou o resultado e conseguiu colocar mais aliados nas cadeiras, mas acredita que as pessoas da comunidade poderia ter se fortalecido com a eleição de mais pessoas LGBTI. “O importante é não deixar nossos direitos regredirem”, afirmou em entrevista ao UOL.

“Além do deputado federal Jean Wyllys (PSOL/RJ), agora temos o senador Fabiano Contarato (REDE/ES) e o deputado federal Marcelo Calero (PPS/RJ)”, lembrou Reis, apesar dos candidatos citados não utilizarem a luta LGBT como pauta.