Relação entre fé e homossexualidade é abordada em documentário lançado no Instagram
Documentário Gay Cristão mostra relação entre religião com a homossexuaylidade (Foto: Divulgação)

Os cristãos devem rejeitar, respeitar ou aceitar a homossexualidade? É com essa pergunta que a Smarty Talks, produtora especializada em vídeos para Instagram, inicia o documentário “Gay Cristão”, que acaba de ir ao ar no Instagram do portal Catraca Livre. O filme debate a relação entre o cristianismo e a homossexualidade, trazendo depoimentos de líderes de igrejas, com diferentes visões sobre o tema.

Segundo Diego Monteiro, diretor da Smarty Talks e idealizador do projeto, a iniciativa tem como objetivo contribuir para o debate acerca de um dos temas mais relevantes da sociedade atual. “Baseadas em interpretações de determinadas passagens da Bíblia, as igrejas consideram a relação homoafetiva pecaminosa. Mas até que ponto isso é verdade? Como os cristãos devem encarar verdadeiramente essa questão? É preciso que esse assunto seja amplamente discutido, levando-se em consideração que o Brasil é o país que mais mata homossexuais no mundo todo. O cenário é alarmante”, afirma.

A editora de Cidadania e parcerias do portal Catraca Livre, Paula Lago, explica que uma das motivações do Catraca, ao realizar a parceria com a Smarty Talks para a divulgação do documentário, é o modelo com o qual a produtora desenvolve os  vídeos. “A produção de conteúdo específico para o Instagram é, de certa forma, inovadora no Brasil e este projeto, em especial, chamou a nossa atenção tanto pelo modelo quanto pelo conteúdo”, avalia.


Evidenciar a importância e a urgência do debate sobre religião e homossexualidade é outro ponto relevante, segundo Paula. “O sentimento de pertencimento passa, necessariamente, pela inclusão religiosa. A Catraca Livre tem como premissa divulgar ações transformadoras, e ‘Gay Cristão’ assume este papel, ao propor a reflexão sobre a forma como pessoas LGBTs são recebidas por cristãos das mais variadas denominações”, declara.

LEIA MAIS:

SP: Palestra discute desafios de pessoas trans para alteração de nome na Câmara Municipal

Pabllo Vittar é confirmada como principal atração do Hopi Pride

A exemplo de outros documentários criados pela Smarty Talks, “Gay Cristão” também foi pensado e desenvolvido para o ambiente mobile, seguindo a proposta de gerar conteúdos que se aproximem do consumo casual das pessoas na tela do celular.

O filme não é o primeiro material criado pela produtora com foco na temática LGBT. Recentemente, a Smarty Talks produziu e lançou a série e o documentário para Instagram intitulados “Homem de Verdade”, que também abordaram o assunto, questionando os paradigmas de conduta e a postura masculina na sociedade. “Nós, da Smarty Talks, sempre tentamos tratar nos nossos documentários temas relacionados a questões sociais, a exemplo do filme ‘Quarta de Cinzas’, que fizemos para a Ong Não Foi Acidente, falando de álcool e direção. Temos esse compromisso de debater pontos urgentes para o coletivo”, esclarece Diego. Todos os documentários produzidos pela Smarty Talks estão disponíveis na página da produtora @smartytalksbr.

1 COMENTÁRIO

  1. Não assisti ao documentário, porém é de relevo que muitas religiões sew valem de leituras superficiais cde suas Escrituras Sagradas para justificar atitudes de fanatismo e exclusão, às vezes até de homicídio. Gostaria de que um documentário analisasse a questão sem superficialidade, com depoimentos de religiosos com visão mais inclusiva. Reparem nos comentrários misóginos, racistas e homofóbicos quando surgem notícias sobre feminicídio, demarcação de terras quilombolas ou de reservas indígenas, ataques a homossexuais. Só de mencionar que em Israel, cuja constituição tem por base a Sagrada Torah (o mesmo Velho Testamento que muitos utilizam malversadamente para justificar a homofobia) homofobia é crime, e a ex-ministra de justiça, Tipzi Livni, homologou uniões homoafetivas as disacussões adquirem aspecto de digladiação. A base de TODAS as fés é a mesma: Amar o próximo como ele é, sem tentar transformá-lo numa caricata imitação do NÓS achamos que De…..us quer que sejamos

DEIXE UMA RESPOSTA