A atriz Isabella Santoni
A atriz Isabella Santoni (Foto: Reprodução/Instagram)

Aliada da comunidade LGBT, a atriz Isabella Santoni confessou que nunca foi assim, em entrevista para a edição da revista Glamour de setembro. Criada em uma família com educação religiosa, ela explicou que na época que não aceitava os membros da diversidade.

“Quando comecei a estudar teatro tinha um pensamento muito ortodoxo, quadrado. Vinha de uma família tradicional, ia para a igreja católica todo domingo… Não entendia bem por que as pessoas eram homossexuais, recriminava quem bebia muito ou usava drogas”, lembrou.

LEIA MAIS:


Chloë Grace Moretz conta detalhes de cena de sexo lésbico em novo filme

“Torço para que aconteça”, afirma Juliano Laham sobre beijo gay em “Orgulho e Paixão”

Entretanto, a presença no meio artístico fez ela abrir a mente sobre o assunto, que mais tarde influenciaria a sua própria mãe. “Freud fala que uma hora você ‘mata’ seus pais, né? Brinco com a minha mãe que, quando comecei a fazer teatro, eu os ‘matei’ e passei a ver o mundo pelos meus olhos [os pais de Bella nunca viveram juntos. Ela foi criada pela mãe, mas tem uma boa relação com o pai]. Minha mudança de postura refletiu também na minha mãe, que passou a se abrir e a me ouvir.”

“Passei a alertá-la quando ela fazia comentários pequenos, daqueles que a gente não percebe. Tipo vermos um casal gay e ela falar: ‘Coitada da mãe deles’. E eu: ‘Coitada por quê? Tenho pena de quem não pode ser o que quiser’. Ela concorda e assim seguimos”, completou.