Ativistas protestam contra o assassinato da mulher trans queimada viva
Ativistas protestam contra o assassinato da mulher trans queimada viva (Divulgação)

Uma mulher transexual teve 80% do corpo queimado após resistir a um estupro coletivo no Paquistão. O crime aconteceu na última quinta-feira, 6, e revoltou ativistas LGBT locais.

Após a repercussão do crime, a ONG Trans Action Pakistan organizou uma manifestação pedindo justiça e respeito às pessoas transgêneros.

Leia mais:


Lulu Santos faz clipe de sua história com o namorado, Clebson Teixeira

Luccino e Otávio se beijam em Orgulho e Paixão

De acordo com informações da imprensa local, a vítima foi levada para um lugar deserto no distrito de Sahiwal por quatro homens, que tentaram violentá-la sexualmente, mas a mesma resistiu e foi brutalmente assassinada.

A vítima, que não teve a identidade revelada, chegou a ser encaminhada para um hospital, mas não resistiu e morreu no caminho até a unidade de saúde.

Os criminosos ainda não foram encontrados.

DEIXE UMA RESPOSTA