O estudante Fabrício Pupo Antunes, de 15 anos
O estudante Fabrício Pupo Antunes, de 15 anos, criou um estudo sobre sexualidade e gênero no MS (Foto: Acervo Pessoal)

Um estudante de 15 anos do Mato Grosso do Sul foi premiado em março deste ano na 16ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, a FEBRACE, por causa de um trabalho inspirado no livro A Garota Dinamarquesa, de David Ebershod. As informações são do G1.

Fabrício Pupo Antunes, estudante do 1º ano do ensino médio, conquistou o primeiro lugar na categoria a qual foi inscrito. Ao todo foram distribuídos cerca de 300 prêmios aos ganhadores.

Em julho, o estudante foi convidado a apresentar seu trabalho na 70ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que aconteceu na Universidade Federal de Alagoas, em Maceió, onde apresentou o projeto novamente para autoridades do Ministério da Saúde sendo premiado novamente pelo projeto.


O trabalho de Fabrício tem como objetivo debater questões referentes a gênero e sexualidade nas escolas, como forma de combate à evasão escolar, sobretudo para os transgêneros. Para ele, a obra pode ser uma ferramenta para fomentar uma análise sobre o tema.

LEIA MAIS:

“Sensação de dever cumprido”, afirma Juliano Laham sobre gay em Orgulho e Paixão

Israel Novaes posta foto pelado e quebra a internet

“Começou por conta de experiências no âmbito escolar, e depois de ver o preconceito com que a questão de gênero é tratada nas escolas”, explicou.

O jovem acredita que ações como essa podem ajudar no combate a LGBTfobia. Apesar da posição altamente conservadora imposta pela escola, Pupo acredita que os alunos estão abertos ao diálogo.

“A dificuldade existe, os dados mostram isso, é difícil entender que existem essas diferenças de gênero. É enorme o preconceito na comunidade escolar, mas os alunos são muito abertos a essa discussão”, analisou.