Silas Malafaia afirma não apoiar temas como
Silas Malafaia (Pozzebom/ Agência Brasil)

Conhecido por suas falas homofóbicas e constantes ataques à comunidade LGBT, o pastor Silas Malafaia publicou um vídeo crítico à TV Globo, repudiando a cena de beijo gay entre Luccino (Juliano Laham) e Otávio (Pedro Henrique Müller) em “Orgulho e Paixão”, atual trama das 18h da emissora carioca.

Na gravação, Malafaia diz que a Globo é “campeã do lixo moral” e aproveita para fazer campanha para o também homofóbico e postulante à presidência da República, Jair Bolsonaro.

“Todo mundo sabe que a Rede Globo é a campeã do lixo moral. Eu não tô falando de religião, de conselhos religiosos. Vá aos Estados Unidos, a maior democracia do mundo, e vê se às 18h se exibe beijo gay. Vai lá ver, tem mais de 100 canais. Esse tipo de coisa é um canal de adulto especial”, iniciou ele.


Leia mais:

Lucas Lucco posa de microssunga e vira piada pelo tamanho do ‘documento’

Casais LGBT participam de casamento comunitário em BH

“A gente confunde liberdade, democracia, com libertinagem. Por que, minha gente, tem classificação indicativa na Constituição? Para proteger crianças e adolescentes. Isso é uma vergonha”, continuou o pastor, insinuando que demonstrações homoafetivas seriam prejudiciais às crianças.

“Minhas crenças, valores e convicções não estão sujeitos a derrotas e vitórias. Os homens, hoje, reconhecidos como heróis, que marcaram a história da humanidade, na sua época foram minoria, foram esculhambados, foram rejeitados, eu não estou preocupado com hoje, eu não estou preocupado se alguém vai escrever um palavrão e vai me xingar em uma linha no meu vídeo, tô nem aí, dou gargalhada, não muda o meu estado emocional”, afirmou Malafaia, que em 2017 foi indiciado pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Timóteo e, em março deste ano, a Procuradoria-Geral da República pediu aprofundamento das investigações contra Silas Malafaia, sob argumentos de que existem provas de que o pastor recebeu “vultosos recursos oriundos de um dos principais investigados” e de que há indícios do crime de lavagem.

“Estou aqui fazendo o meu protesto, a minha indignação, contra esse lixo moral que não se respeita criança e adolescente. Quer mostrar safadeza, depois das 23h fica à vontade, ok? E digo mais, tomara que Bolsonaro ganhe essa eleição, para dar um basta nessa safadeza, para colocar limite”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA