Anitta
Anitta é acusada de se apropriar do pink money e não apoiar comunidade LGBT (Foto: Felipe Panfili/Divulgação)

Sempre reservada quando o assunto é política, Anitta foi cobrada por um posicionamento público contra a candidatura de Jair Bolsonaro.

Diante da recusa, o nome da funkeira chegou a figurar nos trendings topics do Twitter e ela foi acusada de “oportunismo” para lucrar com o “pink money”.

Leia mais:


Priscila Tossan é alvo de ataques nas redes sociais e se defende

Postagem polêmica de Rita Lee sobre Bolsonaro é fanfic

Agora, os fãs estão promovendo um boicote à artista, como deixar de segui-la nas redes sociais, por exemplo, alegando que a mesma se apropria do “pink money”, mas não defende os interesses da comunidade arco-íris.

No stories de sua conta no Instagram, Anitta pediu para que os fãs respeitem sua decisão de permanecer em silêncio.

“Não é porque sou uma artista e tenho uma vida pública que devo revelar meu voto. Não sou obrigada a fazer campanha política pra ninguém. Sou a favor do respeito. Respeito as diferenças. Respeito para ser respeitada e estou me sentindo desrespeitada neste momento por não poder exercer um direito que é meu”, afirmou.