Empreendedoras lésbicas lançam sex shop com foco no prazer feminino
Empreendedoras lésbicas Isabela Sterling e Heloisa Etelvina lançam sex shop com foco no prazer feminino (Foto: Divulgação)

Em meio a uma indústria direcionada à satisfação masculina, a artista plástica Heloisa Etelvina e a designer de moda Izabela Starling criaram um sex shop online voltado exclusivamente ao prazer da mulher. Lançada em abril de 2018, a Pantynova aborda a sexualidade de forma leve e divertida, com produtos alinhados ao objetivo de empoderar o público feminino, encorajando-o a  explorar sua sexualidade sem culpa e com confiança.

A trajetória delas próprias como casal foi inspiração para o lançamento da marca. Ao longo dos dez anos em que estiveram juntas, tinham dificuldade em encontrar itens que também fossem direcionados à mulher lésbica. Além disso, notavam que os espaços de venda de produtos eróticos eram moldados a partir de uma sexualidade apenas vivida no imaginário masculino. “Nós cansamos de procurar algo que não existia e decidimos que era hora de conquistar o espaço feminino nesse mercado”, afirma Izabela.

Uma pesquisa realizada pelas empreendedoras com mais de 500 brasileiras durante a fase de estruturação do negócio fez com que elas chegassem à conclusão de que a indústria de produtos eróticos realmente carecia de itens para as mulheres, comprovando o gap que haviam notado. “Os produtos que desenvolvemos, assim como a nossa comunicação e conteúdo, são pensados para satisfazer aquelas de todas as orientações sexuais, por isso o design e os materiais utilizados fogem ao conceito tradicional”, explica a designer.


Para estimular ainda mais a quebra de tabus, o site da Pantynova tem o espaço Erótica, onde publicam o #Hersecret, área destinada a histórias secretas de mulheres anônimas. “As meninas enviam e nós lemos e comentamos. Às vezes, tudo o que aquela pessoa precisa é se sentir normal, e acreditamos que falar sobre a sexualidade real é a melhor forma de quebrar estigmas”, conta Heloisa.

LEIA MAIS:

Intérprete de Ágata de “Avenida Brasil”, Karol Lannes, revela ser lésbica

Após dá “dedada” em adversário jogador anuncia aposentadoria

Ainda na sessão Erótica, elas disponibilizam contos eróticos criados sob a visão feminina, em texto e em áudio. “Eles são escritos pela perspectiva da mulher, colocada como protagonista de seu próprio prazer, sem ser objetificada”, declara a artista plástica. “Criamos um lugar onde elas podem consumir esse tipo de conteúdo em diferentes formatos e conhecer mais esse universo ao qual não estão acostumadas devido às engessadas convenções sociais”, completa.

Além dos itens exclusivos desenvolvidos pelas empreendedoras, a loja também realiza uma curadoria de produtos já presentes no mercado, como vibradores e outros itens. A Pantynova realiza entregas em todo o Brasil e as compras podem ser feitas com cartão de crédito ou por boleto bancário.