A apresentadora Fernanda Lima
A apresentadora Fernanda Lima (Foto: Divulgação/TV Globo)

Madrinha da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, e reconhecida simpatizante da causa e dos direitos da comunidade LGBT, Fernanda Lima se manifestou contra Bolsonaro e ressaltou o caráter homofóbico do ex-deputado.

A atriz e apresentadora lembrou ainda que Bolsonaro tem histórico racista e misógino, além de se postar em inúmeras ocasiões contra os direitos humanos.

“’Ele não’ porque ele é grosseiro, ele é agressivo. ‘Ele não’ porque em mais de 20 anos como deputado do Rio de Janeiro não fez absolutamente nada em relação a segurança pro estado. ‘Ele não’ porque ele diminui os negros, as mulheres e os gays e simboliza um retrocesso enorme na conquista de direitos, além de estimular ainda mais a violência”, iniciou a atriz.


Leia mais:

Cher apoia campanha contra Bolsonaro: “Ele Não”

Gay? Cena emblemática de trailer de “Animais Fantásticos” levanta suspeitas

“‘Ele não’ porque quando ele fala em família, ele está falando apenas no modelo de família que ele acredita, sem nenhuma empatia com outros tantos modelos de família que amam, acolhem, educam e dialogam. ‘Ele não’ porque violência não se resolve com mais violência e sim com educação e oportunidades para todos e todas sem qualquer discriminação de raça e orientação sexual”, continuou.

“‘Ele não’ porque ele tem um torturador como ídolo – já bastaria isso. Ele não porque sou brasileira, não tenho partido político, mas acredito no lado em que o bem é pra todos”, ressaltou a apresentadora, salientando, ainda, que estará nas ruas no dia 29 também por aquelas mulheres que se recusam a protestar contra Bolsonaro.

 

DEIXE UMA RESPOSTA