PM Espírito Santo
PM Espírito Santo (Reprodução/Facebook)

O caminho para combater o HIV passa, entre outros, pela descriminalização e fim dos estereótipos e preconceitos que rondam a doença, enquanto isso não acabar, e o assunto continuar sendo tratado como um bicho de sete cabeças, será difícil conter a epidemia.

Dito isso, o edital de concursos da PM e dos Bombeiros no Espírito Santo, continua mantendo exigência de exame de HIV para os candidatos que forem aprovados. Em caso de não apresentação da sorologia, o candidato não passa de fase.

Leia mais:


Famoso entre os gays, Leo Gross se manifesta pró-Bolsonaro

Ryan Murphy vence Emmy e discursa sobre homofobia

Na quarta-feira, 12, a Defensoria Pública do Estado se manifestou de maneira contrária à exigência, pedindo que haja alterações nas normas das corporações, mas o pedido não foi atendido.

Para o coordenador de comunicação social da Polícia Militar, coronel Augusto, a vedação de portadores do vírus HIV na PM consiste em um embasamento jurídico. Ainda, o agente negou que haja preconceito na decisão da instituição em proibir que pessoas soropositivas possam exercer o cargo.