Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação)

Ativistas LGBTs criaram um grupo em seu perfil no Facebook, na última segunda-feira (10), contra o deputado federal e candidato à presidência Jair Bolsonaro. Intitulado “Sou LGBT+ e tô na rua contra o Bolsonaro e o fascismo”, a página já conta com 24 mil membros.

“Grupo é destinado a todos os LGBTI+ e todos que apoiam nossas causas na luta contra o candidato de extrema-direita que já disse preferir ter um filho morto a um homossexual”, descreve.

LEIA MAIS:


PE: Animação sobre vida e obra da cartunista trans Laerte é destaque em Festival

Azealia Banks rebate declarações de Troye Sivan sobre ela: “Os gays brancos estão obcecados”

Para fazer parte do grupo, os interessados têm que cumprir algumas exigências, como ser simpático e gentil, não promover discurso de ódio, bullying ou discriminação política, não promover spam, promoção ou fake news, ser LGBT+ ou simpatizante ao movimento e ser contra Bolsonaro.

Outro grupo que também ganhou evidência nas redes sociais nesta semana, o Mulheres Unidas Contra Bolsonaro, já tinha 1,1 milhão de participantes do Facebook. Desse total, 604 mil participantes escolheram integrar a comunidade, entrando na página e clicando em “ok”.