Cantora Anitta na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo de 2017
Cantora Anitta na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo de 2017 (Foto: Francisco Cepeda/AGNews)

Depois de ser atacada por fãs para se posicionar contra Jair Bolsonaro (PSL-RJ), e, por fim, quando declarou oposição ao deputado passou a ser perseguida pelos eleitores do mesmo, Anitta tomou uma atitude inesperada.

Evitando a perseguição de ambos os lados, a funkeira carioca desabilitou a caixa de comentários do vídeo em que aceita o desafio proposto por Daniela Mercury de ir às ruas no dia 29 contra o parlamentar.

Leia mais:


Filho de Bolsonaro defende Anitta após cantora ser cobrada por fãs LGBT

Daniela Mercury desafia Anitta à participar de campanha #EleNão e cantora responde: “Não apoio Bolsonaro”

No vídeo, Anitta afirma ainda que não vota em candidato “racista, machista e homofóbico”.

A medida vale apenas para essa publicação específica, feita no último final de semana. Nas demais, os internautas podem continuar comentando normalmente.

 

DEIXE UMA RESPOSTA