O ator Alfonso Herrera
O ator Alfonso Herrera (Foto: Divulgação)

O ator mexicano Alfonso Herrera decidiu aderir à campanha “Ele Não”, que tomou as redes sociais na última semana contra a candidatura à presidência de Jair Bolsonaro acusado de fazer declarações homofóbicas, racistas e misóginas.

O famoso publicou em seu perfil no Twitter, a capa da revista The Economist que trata a possível eleição do membro do PSL não só como uma ameaça para o Brasil, mas também para toda a América Latina. “Nova ameaça latinoamericana”, escreveu o ex-RBD.

LEIA MAIS:


Hugo Bonemer e namorado Conrado Helt posam para ensaio romântico

“Não voto em candidato homofóbico, racista e machista”, afirma Anitta após polêmica

A publicação destaca a crise que o país passa, mas alega que a situação pode piorar caso o presidenciável se torne chefe de estado. “O senhor deputado Bolsonaro explorou a sua fúria de forma brilhante. Até os escândalos da Lava Jato, ele era um congressista de sete mandatos do estado do Rio de Janeiro. Ele tem uma longa história de ser grosseiramente ofensivo.” diz um trecho da matéria.

“Ele disse que não iria violentar uma congressista porque ela era “muito feia”; ele disse que preferiria um filho morto a um gay; e ele sugeriu que as pessoas que vivem em assentamentos fundados por escravos fugitivos são gordos e preguiçosos. De repente, essa disposição de quebrar tabus está sendo tomada como prova de que ele é diferente dos políticos da capital, Brasília”, completa o trecho da reportagem destacada por Herrera.

2 COMENTÁRIOS

  1. Em primeiro lugar, nem sei quem é esse psicopata esquizofrênico paranoico de esquerda! Como todo esquerdopata, ele só se referencia por publicações de esquerda, mesmo que seja meramente propagandística ideológica, por isso ele leu essa manchete (esquerdopata lê apenas capa de revistas e orelhas de livro) que foi estampada na The Economist, órgão de ideologia socialista (centro esquerda)!

DEIXE UMA RESPOSTA