Doação de Sangue por homossexuais
Doação de Sangue por homossexuais (Foto: Reprodução)

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) decidiu através de desembargadores que integram o Pleno, nesta quarta-feira (29), que a restrição para a doação de sangue aos homossexuais é considerada inconstitucional.

O TJRN chegou a conclusão após uma ação judicial movida por um homem que foi impedido de doar sangue após afirmar que havia se relacionado sexualmente com homens nos últimos 12 meses.

A proibição nestes casos é uma das normas descritas na Resolução nº 153/2004 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O autor do processo informou que é doador desde 2007, e alegou que a medida é “discriminatória e anticonstitucional”.


O caso foi colocado em votação que deu unanimidade aos demais integrantes do Tribunal Pleno para declarar a inconstitucionalidade desta proibição.

LEIA MAIS:

Amandla Stenberg sobre representatividade LGBT em Hollywood: “Não estamos perto de onde precisamos estar”

Travesti é encontrada morta dentro de sofá em Praia Grande (SP)

O relator do recurso, desembargador Cornélio Alves, afirmou que a resolução fere os princípios da dignidade da pessoa humana e do dever de promoção do bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

“Não há grupo de risco. O que existe são comportamentos de risco, como uso de drogas, vários parceiros. E qualquer pessoa pode oferecer riscos no ato da doação. Não é por ser homossexual que isso vai ocorrer”, afirmou Cornélio.

DEIXE UMA RESPOSTA