Apenas os países da Europa não criminalizam a homossexualidade
Senado abre votação sobre criminalização da homofobia (Reprodução)

O Rio de Janeiro vai ganhar uma Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância – Decradi. A informação foi confirmada com o decreto publicado no Diário Oficial do Estado, na última sexta-feira (24).

Na Delegacia será possível registrar queixas de crimes de LGBTfobia, injúria, difamação e agressão, com a proposta ainda de acolher e recepcionar as vítimas dos crimes de ódio, através de um atendimento humanizado.

A unidade também vai propor o encaminhamento, quando necessário, das pessoas que sofrerem os crimes aos demais serviços públicos. O Decradi, foi criado através da Lei nº 5931/11, e de autoria da deputada estadual Átila Nunes que tem como objetivo defender as pessoas das ocorrências com motivação sobre o preconceito ou intolerância.


LEIA MAIS:

Pela 1ª vez, ex-The Voice Ju Moraes fala sobre sexualidade:”Sou gay, sou lésbica”

Gaby Amarantos interpreta paródia politicamente correta da música de Raul Seixas

A vítima será atendida pelo agente que vai encaminhá-la para o responsável da Decradi. “Será um espaço mais humanizado, onde as vítimas receberão o apoio necessário”, explicou Nunes.

As demais delegacias também passarão a contar com um agente que esteja inteirado no assunto, funcionando em conjunto com a Decradi, que vai assumir os casos mais graves.