Protagonistas da peça Outra Noite
Protagonistas da peça Outra Noite (Foto: Divulgação)

Em 1983, Caio Fernando Abreu publicava o conto “Pela Noite” no livro “Triângulo das Águas” ̶  ganhador do Prêmio Jabuti do mesmo ano. A obra narra a história de dois antigos amigos de infância que se reencontram em São Paulo e decidem atravessar a cidade em uma madrugada. Ao longo do percurso, entram em cena temas como relações afetivas, a interação com o espaço urbano, a arquitetura da cidade, homofobia e o fantasma do HIV.

Trinta e cinco anos depois, a Cia Véu do Vento se inspirou nessa produção de Caio F. para compor o espetáculo “Outra Noite”. A partir dos temas levantados pelo autor no conto, foram entrevistados homens que viveram a cidade de São Paulo tanto no início dos anos 80 quanto nos dias de hoje. Ao final, os depoimentos dos personagens, dos entrevistados e dos próprios atores foram utilizados para compor uma dramaturgia híbrida, onde o desejo de amar e de ser amado, assim como o medo da solidão, dão o tom.

“A primeira vontade da Cia era fazer uma adaptação fiel do conto, que sintetiza de forma sensível as dificuldades desse homem urbano, não-heterossexual, travando relações sob a égide de um vírus, até então, mortal”, explica o ator Leonardo Dalla Valle. “Contudo, ao entrevistarmos esses homens que viveram os anos 80 e que continuam se relacionando com e na cidade, percebemos a necessidade de lançar novos olhares para os temas propostos por Caio e friccioná-los com os dias de hoje. Em outras palavras, um novo capítulo está sendo escrito e pelos mesmos protagonistas daquele período”, acrescenta.


LEIA MAIS:

Foto de casal gay se beijando no Pão de Açúcar causa polêmica e divide turistas

Trio revela relação poliamorosa em Segundo Sol

Para a diretora Maria Andrade, escutar as narrativas de homens que vivenciaram o mesmo período histórico que Caio ajuda a potencializar o discurso do autor. “Quando esses homens-protagonistas revisitam esse momento tão importante da nossa história, eles nos revelam muito sobre o tempo em que estamos inseridos também”, destaca.

Já o ator Gui Alves vê a necessidade de atualizar temas urgentes, como o HIV. “Há histórias sensíveis, de homens que perderam amigos próximos e outros afetos para o vírus. Isso impactava nas relações. Contudo, vivemos outro momento de controle e superação da doença. Contá-lo, agora, ajuda a reduzir o estigma”, opina.

SERVIÇO:

OUTRA NOITE

Teatro da Cia do Feijão (50 lugares – com acesso a cadeirantes)

Endereço: Rua Doutor Teodoro Baima, 68 – República – São Paulo – SP

Informações:  feijao@companhiadofeijao.com.br

Reservas: (11) 98615-8875 (WhatsApp)

Bilheteria: aberta uma hora antes do espetáculo.

Aceita cartões de débito e crédito.

Sábados às 21h

Temporada: de 25/08 a 29/09

Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia entrada)

Duração: 60 minutos

Recomendação: 16 anos

Gênero: Drama.