Johnny Hooker
Johnny Hooker (Foto: Divulgação)

As declarações do cantor pernambucano Johnny Hooker feitas durante o Festival de Inverno de Guaranhuns (FIG), no último dia 27, nas quais chegou a afirmar que Jesus é “travesti” criando uma verdadeira polêmica, com direito a abertura de uma notícia-crime que pode fazê-lo ir preso, ganhou apoio da Organização das Nações Unidas (ONU).

Através do seu perfil no Twitter, a entidade defendeu o artista, na quarta-feira (1°). “Usando a arte para sensibilizar a sociedade sobre os direitos das pessoas LGBTI, o cantor Johnny Hooker é Campeão da Igualdade da Campanha ‘Livres e Iguais’ no Brasil. Saiba mais sobre o artista e seu trabalho na ONU”, escreveu. Logo abaixo, afirmava: “Solidariedade a Johnny Hoocker – contra os ataques de ódio e discriminação”.

Apesar do apoio, Hooker tem sofrido represálias por causa da repercussão do caso que vem afetando o seu trabalho, já que ele se viu obrigado a cancelar um show que faria em Fortaleza no Pirata, marcado para o próximo dia 11 após sofrer ameaças, de acordo com informações do jornal O Povo.


LEIA MAIS:

Aposta do pop indie, Rubinger lança novo single; Ouça “Bom Senso”

Jovens são expulsos de táxi após motorista perceber que eles eram gays

Em nota oficial, a equipe do músico diz apenas que a decisão foi tomada “por razões de força maior”. O discurso de Johnny fez parte da sua apresentação no FIG, em protesto contra o veto feito pelo Governo da peça “O Evangelho Segundo Jesus: Rainha do Céu”, protagonizado pela atriz travesti Renata Carvalho que interpreta uma versão trans de Cristo.

O ingresso já comprado valerá para a nova data realocada para o dia 14 de outubro. No caso de reembolsos ou dúvidas, a equipe de Hooker pede para que seja enviado um e-mail para: reembolsojohnnyhooker@hotmail.com. “Pedimos desculpas pelo transtorno, estamos ansiosos para esse encontro em breve novamente”, diz a nota.

5 COMENTÁRIOS

  1. Como um artista incentiva o seu público e todos em um show a cometer o crime de calúnia e difamação junto com ele?
    .
    Vou repetir o que já falei antes aqui no meu facebook.
    .
    A responsabilidade de dar uma boa educação não vem só do governo…
    Vem da cultura de um modo geral, vem do lar, vem da escola, vem do partido político, vem das ruas, vem da Tv, vem da música, vem do teatro, vem do cinema e por aí vai num vasto leque que envolve cada ser humano que se dedique a ser um espírito de luz com a finalidade de se alcançar o que é eterno.
    .
    Calúnia e difamação é crime com pena prevista no código penal.
    .
    O que vi, não foi um grito de liberdade e nem de igualdade, foi um grito de ofensa.
    Quem deseja respeito, deve dar respeito…
    (Michel Paulo).
    Acho que a ONU no Brasil deveria ter um livrinho com as leis Brasileiras em cada mesinha da Instituição.
    .
    https://ebradi.jusbrasil.com.br/artigos/429652354/qual-a-diferenca-entre-calunia-difamacao-e-injuria

  2. acredito que quem deixou uma mensagem de odio foi esse cantor, quando desrepeitou a fé na crença em Jesus, o Cristo, Filho do Deus vivo.

  3. Jesus representa a todos, a mensagem não ofende, pois ser da comunidade lgbtq+ não deveria ser ofença. Deus abriga todas as realidades, não somente a realidade heterossexual e “normal”, todos somos filhos de Deus ou de uma força maior. Falta interpretação, isso sim.

  4. Respeito merece quem sabe respeitar, direitos para quem sabe até onde vai o direito do outro, falta de respeito deste bobalhão, debochando e ofendendo a fé cristã.

DEIXE UMA RESPOSTA