Criança foi vítima de bullying homofóbico na escola

A Polícia de Denver, Colorado, nos Estados Unidos, está investigando as causas do suicídio de uma criança de 9 anos, que teria tirado a própria vida após ser vítima de bullying homofóbico na escola em que estudava.

O caso aconteceu na última quinta-feira, 23, quatro dias depois de criança falar abertamente sobre sua orientação sexual com os coleguinhas na escola.

Leia mais:


Autora de Harry Potter, JK Rowling surge de “penetra” em sessão de fotos de casal gay

Novela da Globo usa termos homofóbicos e causa revolta na web

De acordo com informações do canal de TV local, KDRV, a mãe de Jamel Myles, Leia Pierce, declarou que o filho falou abertamente para ela sobre sua homossexualidade há cerca de 1 ano, e recebeu todo o apoio necessário. Ao falar sobre o assunto na escola, no entanto, ele não recebeu o apoio dos outros estudantes, muito pelo contrário.

“Quatro dias foram o suficiente. Eu não sei o que mais falaram pra ele, mas minha filha disse que ele lhe contou que seus colegas falaram que ele devia se matar quando ele disse que era gay. Estou triste por ele não ter me contado disse antes”, desabafou Leia.

A polícia continua investigando o caso.