Madri recebe primeiro asilo para idosos LGBT do mundo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Madri, na Espanha, será a primeira cidade no mundo a instalar uma residência pública do para homossexuais que pretende ser a primeira experiência para aposentados que não se sentem à vontade com os modelos tradicionais de casa.

Batizada como “Fundación 26 de Diciembre: Mayores LGTB”, a instituição estará localizada em entrevista um prédio do governo e a data prevista para a inauguração é a mesma que leva o nome da entidade, que funcionará em um prédio doado pelo governo da capital espanhola.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Era preciso fazer algo para que estas pessoas pudessem viver o mais dignamente possível”, explicou à Agência Efe Federico Armenteros, um dos funcionários da casa de acolhimento.

LEIA MAIS:

Pabllo Vittar divulga prévia de “Problema é Seu” com meme; assista

Associação anuncia Parada da Diversidade de Balneário Camboriú para novembro

O abrigo espera contar com 66 moradores contar com um centro de atividades diárias e, ao contrário das casas do tipo que existem em outros países, esta será feita a partir de “verba pública e a gestão será da Fundação”.

Conforme dados da Fundação, na Espanha 160 mil idosos homossexuais precisam ir para uma casa de convivência em algum momento da vida. E essas pessoas sofrem com o preconceito nas residências tradicionais que não estão preparadas para receber os membros da diversidade.

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio