A vereadora Marielle Franco
Marielle Franco (Foto: Reprodução/Instagram)

Uma lanchonete de Belo Horizonte se envolveu em uma polêmica nas redes sociais ao lançar um sanduíche batizado com o nome de Marielle Franco, vereadora do PSOL no Rio de Janeiro, brutalmente assassinada em março deste ano no centro da cidade carioca.

A Vegan’s 2 Go recebeu inúmeras críticas após incorporar o lanche no cardápio que tem o valor de R$ 31,00 e trata-se de um hambúrguer de feijoada sem glúten, acompanhado de cogumelos salteados, linguiça vegetal, crispy de couve, vinagrete e maionese de pimenta biquinho.

LEIA MAIS:


Escola Virtual do Governo oferece curso sobre direitos LGBTs para capacitar profissionais

Advogado emite notícia-crime contra Johnny Hooker por cantor afirmar que “Jesus é travesti”

Em sua página no Facebook, o estabelecimento explicou que a intenção era fazer um tributo à parlamentar. “Tendo como objetivo sanar todas as questões informamos que a homenagem foi prestada com o intuito de preservar a memória de Marielle sempre viva e por isso depois de longas conversas, com amigos e parentes decidimos colocar seu nome em um dos nossos pratos”, escreveu em um post.

“Nossa equipe pede desculpas por qualquer desconforto causado para nossos clientes e informa também que a nossa homenagem continuará, faz parte do nosso DNA louvar mulheres ativistas que são e serão sempre importantes para o nosso país”, se desculpou a lanchonete em nota publicada na internet.

A loja costuma colocar nomes de mulheres famosas em seus pratos, como Paula Antonini, Bela Gil e Yasmin Brunet.

Sanduíche "Marielle Franco"
Sanduíche “Marielle Franco” (Foto: Reprodução/Facebook)
Nota de esclarecimento sobre sanduíche Marielle Franco Vegans 2 GO
Nota de esclarecimento sobre sanduíche Marielle Franco Vegans 2 GO (Foto: Reprodução/Facebook)

DEIXE UMA RESPOSTA