A jovem lésbica sulafricana Mubizana
A jovem lésbica sulafricana Mubizana (Foto: Reprodução/Instagram)

A jovem lésbica sulafricana chamada Mubizana revelou em suas redes sociais sofrer constantes sessões de estupro corretivo do seu pai e também do tio, quando adolescente, com a justificativa para o ato para “consertá-la” com a desculpa dela se tornar heterossexual. As informações são do Pink News.

“Eu tinha 15 anos quando meu pai entrou no quarto e abusou de mim pela primeira vez. Nunca pensei que um pai seria capaz disso com uma filha. Eu tinha 15 anos quando meu pai entrou no quarto e abusou de mim pela primeira vez. Nunca pensei que um pai seria capaz disso com uma filha”, lembrou.

Mubizana ainda continuou: “Eu sabia que ele era homofóbico e odiava que eu fosse lésbica. Após o ato ele sempre me ameaçava dizendo que se eu tentasse denunciá-lo, ele diria à polícia que eu é que o seduzia. Eu era muito nova e tinha medo de me colocar contra ele. Ainda hoje estas imagens me vem a mente. Ele justificava suas ações usando frases religiosas como ‘Seu pai de ama e quer que você seja uma pessoa de Deus’, ‘Deus criou Adão e Eva’”, relatou.


LEIA MAIS:

Autor de novelas Tiago Santiago se casa nos EUA

Arquiteto registra queixa na polícia após sofrer ataque homofóbico em rede social

A vítima também relatou um episódio no qual os dois a abusaram juntos. “Me sentia impotente, inútil, queria morrer. Não foi fácil e não é. Tentei me matar várias vezes porque a dor era grande demais pra mim. Meu vizinho chegou a me levar para a delegacia. Meu tio chegou a ser processado, mas meu pai não. E nenhum foi para a cadeia. Por que?”, questionou.

Por causa dos estupros, Mubizana ainda tem uma relação difícil com sexo e remete a muitos traumas. “Me traz de volta péssimas memórias”, confessou.

DEIXE UMA RESPOSTA