Banco Itaú
Banco Itaú (Foto: Divulgação)

O Itaú Unibanco, em parceria com a consultoria Mais Diversidade, lança no dia 20 de agosto o edital LGBT+ Orgulho, que vai selecionar projetos que têm como objetivo promover a valorização das questões de diversidade LGBT+ no Brasil.

Poderão se inscrever para o processo seletivo pessoas físicas e jurídicas, grupos ou coletivos que já desenvolvem ou pretendem criar iniciativas voltadas à comunidade LGBT+, com propostas adequadas ao foco do edital, sem vínculo com partidos ou grupos político-partidários e constituídos e atuantes no território nacional. As inscrições podem ser feitas até o final de novembro pelo site: www.prosas.com.br.

Serão aceitas propostas de caráter cultural, educacional, esportivo ou social e que contemplem o respeito e a valorização da diversidade LGBT+ em todo o País. Representatividade regional e atuação em conjunto com outros pilares da diversidade, como raça e etnia, gênero, pessoas com deficiência, idade, gerações e refugiados são alguns dos outros critérios a serem analisados pela curadoria.


O edital prevê a destinação de R$ 200 mil reais no total, que serão distribuídos para até  quatro projetos que serão selecionados a partir da curadoria de Ricardo Sales, sócio da consultoria Mais Diversidade e banca composta pelo Itaú e membros da sociedade civil.

LEIA MAIS: Praia Grande recebe 1ª Parada Gay em setembro

Os projetos selecionados contarão com apoio financeiro e mentoria periódica da Mais Diversidade, assim como apoio de divulgação de suas ações. Além disso, os projetos de pessoas físicas contarão com apoio do Itaú Unibanco na formalização de suas ideias.

“O LGBT+ Orgulho tem o propósito de estimular o poder de transformação da comunidade LGBT+ no Brasil ao incentivar o desenvolvimento de ações que auxiliem na construção de um ambiente no qual segurança, visibilidade e respeito sejam conceitos presentes e garantidos no seu dia-a-dia”, informa Claudia Politanski, Vice-Presidente Executiva do Jurídico, Institucional e Pessoas do Itaú Unibanco.

O edital na íntegra pode ser acessado no site www.prosas.com.br.

Compromisso firmado

Abraçar a causa de maneira formal também é necessário. Na mesma semana em que o edital LGBT+ Orgulho foi anunciado, o Itaú deu mais um passo importante reforçando o compromisso com o respeito e a promoção dos direitos humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, mobilizando sua cadeia de valor e influenciando a sociedade. A instituição assinou a carta de adesão ao Fórum de Empresas e Direitos LGBT e à sua agenda de trabalho, expressa nos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção dos Direitos LGBT. São eles:

  1. Comprometer-se – presidência e executivos – com o respeito e a promoção dos direitos LGBT.
  2. Promover igualdade de oportunidades e tratamento justo às pessoas LGBT.
  3. Promover ambiente respeitoso, seguro e saudável para as pessoas LGBT.
  4. Sensibilizar e educar para o respeito aos direitos LGBT.
  5. Estimular e apoiar a criação de grupos de afinidade LGBT.
  6. Promover o respeito aos direitos LGBT na comunicação e marketing.
  7. Promover o respeito aos direitos LGBT no planejamento de produtos, serviços e atendimento aos clientes.
  8. Promover ações de desenvolvimento profissional de pessoas do segmento LGBT.
  9. Promover o desenvolvimento econômico e social das pessoas LGBT na cadeia de valor.
  10. Promover e apoiar ações em prol dos direitos LGBT na comunidade.

O banco também está discutindo estratégias e práticas internas para conscientização dos colaboradores sobre a necessidade de inclusão da comunidade LGBTQ+, para tornar o ambiente de trabalho mais democrático, acolhedor e seguro tanto para colaboradores como para clientes, fornecedores e demais stakeholders com os quais o banco se relaciona.

LEIA MAIS: Câmara de Muriaé aprova Projeto de Lei para treinamento profissionais de saúde para atender LGBTs

A governança sobre o tema Diversidade foi ampliada dentro do Itaú Unibanco e, atualmente, cinco áreas apoiam, discutem e atuam em papeis diferentes na agenda institucional. Há grupos de trabalho formados por líderes e outros por colaboradores que atuam como uma rede de apoio. Estes são responsáveis por abrir espaço para temas das causas de diversidade em 360 graus, estruturando e apoiando na difusão de ações internas e externas.

“Os compromissos e iniciativas para a promoção dos Direitos LGBTQ+ são um passo muito importante na proteção dos direitos das pessoas, promovendo um ambiente inclusivo e seguro, que respeita, de fato, as diferenças, além de promover mudanças, como destaca também os Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos, da ONU. O olhar para os direitos humanos é estratégico e essencial nas empresas que buscam negócios com impacto positivo na sociedade”, afirma Denise Hills, Superintendente de Sustentabilidade e Negócios Inclusivos do Itaú Unibanco.

DEIXE UMA RESPOSTA