Iniciativa de mães abraçarem LGBTs acontece desde 2015
Iniciativa de mães abraçarem LGBTs acontece desde 2015 (Reprodução/Twitter)

Ser LGBT ainda é lidar com rejeição familiar e exclusão de alguns setores da sociedade. Visando dar amparo a essas pessoas, uma igreja está distribuindo “abraços de mães” a lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros que se encontram nesta situação de vulnerabilidade social e emocional.

O momento aconteceu por iniciativa de mães membros da congregação Austin New Church e a escritora Jen Hatmaker durante a semana da Parada LGBT de Austin, no Texas.

Leia mais:


Mãe de menino gay que se matou desabafa após ser atacada por haters nas redes sociais

Sandy sobre filho ter uma boneca: “Se for gay, nenhum problema com isso”

A iniciativa existe desde 2015, quando a autora de Oklahoma, Sara Cunnigham, que precisou lidar com a homossexualidade do próprio filho, fez uma publicação no Facebook naquele ano se voluntariando para dar abraços grátis a LGBTs que sentissem falta de seus familiares.

A partir de então, foi criada a Free Mon Hugs, organização não-governamental que atua em prol dos direitos LGBTs.