Aumentos de algumas ISTs acende alerta nos EUA
Aumentos de algumas ISTs acende alerta nos EUA (Reprodução/Internet)

Dados divulgados na última terça-feira, 28, pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, apontou que o país aumentou, pelo quinto ano consecutivo, o número de casos de infecções de doenças sexualmente transmissíveis.

Só em 2017 foram registrados 2,3 milhões de casos de clamídia, gonorreia e sífilis entre os norte-americanos. Duzentos mil casos a mais que em 2016.

Ainda de acordo com o órgão, entre 2013 e 2017, os casos de gonorreia quase dobraram entre homens – de 169.130 para 322.169 – e um aumento de 18% entre as mulheres. No geral, houve alta de 67% nos diagnósticos da doença.


Leia mais:

Kaya Conky lança clipe para a música ‘Quebradinha’

Empresa de ônibus lança campanha em prol do respeito à comunidade LGBT

Referente à clamídia, foram identificados 1,7 milhão de casos no país. Já a maioria dos diagnósticos de sífilis envolve o grupo de homens que fazem sexo com homens, embora os cientistas apontem grande preocupação no público heterossexual também.

Os profissionais da área de saúde elencaram alguns fatores que têm contribuído significativamente para esse cenário, como os aplicativos de relacionamento, o abandono cada vez maior do uso dos preservativos, além da falta de financiamento do governo.

É oportuno ressaltar que desde o ano passado as infecções de gonorreia têm preocupado seriamente os médicos e órgãos de saúde, pelo fato das cepas da bactéria estarem ficando cada vez mais resistentes aos antibióticos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA