A policial Juliane Santos Duarte encontrada morta dentro de porta-malas em São Paulo
A policial Juliane Santos Duarte, também conhecida como Dudu, encontrada morta dentro de porta-malas em São Paulo (Foto: Reprodução/Facebook)

Um corpo identificado como de Juliane Santos Duarte, nome de batismo para o Policial Militar transgênero conhecido como “Dudu”, foi encontrado morto no porta-malas de um carro, por volta das 19h50 desta segunda-feira (06), na rua Cristalmo Rolim de Freitas, no bairro Campo Grande, zona Sul de São Paulo. A vítima estava desaparecida desde a última semana.

O agente morava em São Bernardo do Campo, junto com a mãe e a irmã e trabalhava na Polícia Militar há dois anos, onde era muito querido por todos os colegas e estava de férias no último mês. As informações são do G1.

LEIA MAIS:


Candidato à presidência Henrique Meirelles sobre casamento homoafetivo: “Não pode ser nem propagado, nem proibido”

Após pedir proteção a OEA, viúva de Marielle Franco presta novo depoimento à polícia

A Secretaria de Segurança de SP chegou a oferecer uma recompensa no valor de R$ 50 mil para quem descobrisse o paradeiro do policial. A moto de Dudu que também havia sumido, foi encontrada abandonada.

O veículo deve ajudar na identificação do autor do crime, através de exames e resultados das impressões digitais que podem ajudar a solucionar o caso que ainda não tem uma motivação, porém, a investigação não descarta a possibilidade de crime de ódio pela vítima ser transgênero.

DEIXE UMA RESPOSTA