"Aparelho sexual e Cia.", foi erroneamente apelidado de "kit gay" (Divulgação)

O livro “Aparelho Sexual e Cia.”, que causou polêmica no Brasil ao ser apelidado de “kit gay” pela extrema direita brasileira, principalmente Jair Bolsonaro, pode ganhar uma reedição em solo canarinho.

Publicado pela Companhia das Letras, a editora se manifestou dizendo que a obra está esgotada e com contrato expirado, mas ressaltou que já entrou em contato com os responsáveis pelo livro, a fim de, quiçá, publicá-lo novamente.

Leia mais:


Olívia Colmam fala sobre cena de sexo lésbico com Emma Stone

Mãe de menino gay que se matou desabafa após ser atacada por haters nas redes sociais

A editora pontuou ainda que, diferente do propagado por Jair Bolsonaro, o livro não é destinado para crianças, tampouco é um kit gay. Pelo contrário, a obra tem como público adolescentes entre 11 e 15 anos, e “enfoca todos os aspectos da sexualidade, com sólida base pedagógica e rigor científico”.

No Brasil, a publicação foi destinada a escolas por determinação do governo, na gestão Dilma Rousseff, sendo que apenas 28 exemplares foram enviados para algumas bibliotecas públicas.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA