O casal nova-iorquino Dylan Toften e Thomas Hurd
O casal nova-iorquino Dylan Toften e Thomas Hurd (Foto: Reprodução/Facebook)

Apesar do casamento homoafetivo já ter sido legalizado em Nova York desde 2011, uma funcionária do tribunal da cidade dos Estados Unidos, negou o pedido feito por um casal gay de entrar com a união civil.

A justificativa oficial dada por Laurel Eriksen para que tenha sido barrado o pedido seria que os autores Dylan Toften e Thomas Hurd não teriam um compromisso comprovado, de acordo com informações relatadas pelas vítimas nas redes sociais.

LEIA MAIS:


Shoppings de São Paulo passam a ter fraldários nos banheiros masculinos

Ex-namorado de George Michael critica músico após não ser incluído em herança

Em seu perfil no Facebook, Dylan desabafou sobre o caso publicando uma foto na qual mostra a funcionária anexando o pedido, além de cobrar uma posição do governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, que em seu perfil no Twitter, informou que o caso será investigado.

“Casamento igualitário é lei em NY. A negação ao direito do casamento homoafetivo é um ato de discriminação. Junto a todo mundo de Nova York, gostaria de parabenizar Dylan e seu futuro esposo pelo casamento!”, escreveu Cuomo.

Funcionária de Tribunal em Nova York recusou pedido de casamento para casal gay
Funcionária de Tribunal em Nova York recusou pedido de casamento para casal gay (Foto: Reprodução/Facebook)
O governador Andrew Cuomo responde no Twitter que funcionária será investigada
O governador Andrew Cuomo responde no Twitter que funcionária será investigada (Foto: Reprodução/Twitter)

DEIXE UMA RESPOSTA