Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/GloboNews)

O candidato à presidência do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL-RJ) negou as acusações de ter uma postura homofóbica em entrevista polêmica concedida ao Central das Eleições, da GloboNews, na sexta-feira (03).

“Essa história começou nos corredores da Câmara quando eu descobri o kit gay”, afirmou o parlamentar de maneira controversa. “O pai não quer chegar em casa e ver o filho brincando de boneca, por influência da escola. O patrimônio de um pai e uma mãe são seus filhos”, completou.

LEIA MAIS:


Viúva de Marielle Franco pede proteção a Comissão Interamericana de Direitos Humanos após sofrer ameaças

Felipe Pezzoni, da Banda EVA, revela ser adepto do beijo grego: “Vou no céu”

Bolsonaro ainda continuou questionando aos jornalistas que o sabatinaram se ele não poderia ser homossexual. “Nunca tive problema com homossexual. Alguém sabe se eu sou gay aqui?”, perguntou repetindo a postura que vem tomando nas últimas entrevistas que participa.  

O político encerrou o seu discurso ao afirmar que recebe apoio a comunidade LGBT, que se depender deles nas urnas, já vencerá o pleito de outubro. 

DEIXE UMA RESPOSTA