O ator pornô Bruno Bernal
O ator pornô Bruno Bernal (Foto: Divulgação)

O ator pornô gay brasileiro Bruno Bernal foi demitido da produtora de filmes homoeróticos Men.com, após fazer uma declaração considerada racista nas redes sociais recentemente.

Em um vídeo publicado no stories do Instagram, o jovem astro pornô usou a palavra nigga ao criticar o ambiente de uma barbearia. Expressão considerada de cunho racista por ser historicamente utilizada por brancos como forma pejorativa para se referir a negros.

“Pior coisa na vida! Barbeiros que não calam a boca e ficam falando com esse sotaque ‘nigger’”, reclamou na sua rede social, o que gerou reações dos internautas que o acusaram de racismo.


LEIA MAIS:

Escola Virtual do Governo oferece curso sobre direitos LGBTs para capacitar profissionais

Marcelo Augusto revela identidade de namorado em festa de aniversário

Diante da repercussão negativa, Bernal se defendeu. “Meu primeiro namorado era negro, depois tive um outro ex negro. Já fiz tanto sexo com negro! Se eu fosse racista, isso não teria como ter acontecido tanto.”

Em comunicado, a produtora Men.com informou que devido ao ocorrido o ator não faz mais parte do seu casting. “Pelos recentes acontecimentos, Bruno Bernal não vai mais gravar com a gente ou nossos afiliados”, afirmou em nota.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA