Seth Owen
Seth Owen (Foto: Acervo Pessoal)

Após ser expulso de casa ao se assumir gay para os pais, o jovem Seth Owen, de 18 anos, e morador da Flórida, nos Estados Unidos, ganhou uma bolsa de estudos integral na Universidade de Georgetown, depois de revelar que não poderia seguir no curso por não poder arcar com as despesas.

Após revelar a sua orientação sexual, o rapaz, que vive hoje em Jacksonville, recebeu um ultimato dos pais, que informaram que não poderiam deixá-lo ficar, caso ele não passasse a frequentar aos ofícios de uma igreja Batista que frequentam.

Inicialmente, Owen pediu ajuda econômica para estudar na instituição de ensino situada em Washington, que, a princípio, foi negada. Mas ao tomar conhecimento da história do jovem, decidiu beneficiá-lo com seu programa de bolsas de estudos, informou a emissora “Local 10 News”.


LEIA MAIS:

Casal gay de NY acusa funcionária de Tribunal que negou abrir pedido para casamento

Com shows de RuPaul, rede de hotéis LGBT lança 1º cruzeiro gay pelo Mediterrâneo

Antes de receber o apoio da Georgetown, um dos professores de Biologia no ensino médio de Seth promoveu uma campanha para custear seus estudos universitários. Na qual foram arrecadados cerca de US$ 140 mil, quando a meta era conseguir os US$ 20 mil necessários para cobrir as despesas de matrícula e do primeiro ano de estudos.

A universidade de Georgetown, dirigida por jesuítas, informou ao rapaz que espera que, com esse montante arrecadado, crie bolsas de estudos para estudantes da comunidade LGBTQ que podem estar passando por circunstâncias similares à sua.