O Ucraniano NIkita Ponarim logo após o ataque homofóbico e depois de ser atendido no hospital
O Ucraniano NIkita Ponarim logo após o ataque homofóbico e depois de ser atendido no hospital (Foto: Reprodução/Facebook)

Dois amigos foram brutalmente agredidos em um ataque homofóbico cometido por cinco homens em Kiev, na Ucrânia, por utilizarem jeans apertados e também por usar vinho juntos.

De acordo com Nikita Ponarin, ele e seu amigo andavam conversando e dividindo um vinho pelas ruas da cidade quando foram surpreendidos pelos criminosos que afirmaram não gostar do piercing no nariz que uma das vítimas utilizava, e o jeans skinny do outro, além disso, a o bando implicou com o fato da dupla beber vinho ao invés de cerveja.  

LEIA MAIS:


TODXS e Facebook lançam guia de combate ao bullying da comunidade LGBTI+

Brad Pitt e Leonardo DiCaprio recusaram viver protagonistas de drama gay “Brockback Mountain”

Em seu Facebook, Nikita relatou o caso de maneira invasiva: “Começaram a nos chamar de bicha e perguntar se transávamos”, questionaram antes de se iniciar a sessão de socos e pontapés. Um dos agressores ainda chegou a ameaça-los com uma arma, mas felizmente não houve disparo.

Os rapazes foram hospitalizados para tratar os hematomas que se formaram e também os pontos na cabeça. Ambos se recuperam em casa e já estão fora de perigo. Em uma carta aberta publicada através da imprensa, Nikita Ponarin mandou um recado para a comunidade LGBT:

“Acho importante falar sobre isso. Não por empatia ou piedade, mas para as pessoas saberem que em 2018 ainda há pessoas atacando outras pessoas por causa de sua ‘orientação’.

Lembre-se: nem a sua orientação, nem a sua maneira de agir, nem o que a sua bebida / amor / desgaste / ver / respeitar / fazer é algo para os outros darem a mínima.

Nada disso faz de você a pior pessoa e não é uma desculpa para a violência. Você não é sua culpa.

No entanto, ele também disse como está se afastando da capital da Ucrânia e disse:

Estamos saindo da cidade. Gostei de Kiev, apesar de todas as dificuldades.

Fique tranqüilo, não vou desistir.”

2 COMENTÁRIOS

  1. Acontece que na Ucrânia não existe homofobia. lá existe lei que não permite que dois homens ou duas mulheres mantenha uma relação homossexual.

DEIXE UMA RESPOSTA