O youtuber Whindersson Nunes
O youtuber Whindersson Nunes (Foto: AGNews)

Diante de toda a polêmica que se formou ao virem à tona tweets de vários youtubers e outros influencers que traziam conteúdo machista, racista e homofóbico, tendo como o estopim Júlio Cocielo, que teve várias mensagens de cunho preconceituoso expostas recentemente nas redes sociais, o que o fez perder patrocínio com várias marcas, Whindersson Nunes, um dos maiores vloggers do Brasil, e que teve também textos preconceituosos revelados, se pronunciou em seu perfil no Twitter, nesta quarta-feira (04), para se retratar.

“No passado já disse várias bostas. Eu nem gostava de gay e dizia que quem era gay não entrava no céu. E no meu casamento esse ano uma das madrinhas se chama Rafael, pra ver como as coisas mudam. Então, quem quiser procurar tweets antigos fique à vontade”, afirmou.

LEIA MAIS:


Reação de pai ao ver filho se maquiando em vídeo viraliza na internet

Pabllo Vittar revela título do primeiro single do seu novo álbum; Saiba qual

Em outro post, Whindersson voltou a desafiar os seus seguidores. “E para quem quiser procurar tweets antigos meus é fácil: vai na busca ali em cima [e escreva]: palavra from:whindersson. Fiquem à vontade e se deleitem no monte de lixo que eu falava”, completou.

Whindersson Nunes é dono do segundo maior canal no YouTube no Brasil e garoto-propaganda da Oi. De acordo com Lauro Jardim, o jovem chegou a remover publicações que falam sobre homossexualidade. Outro exemplo é Felipe Neto, que já assumiu ter apagado vários comentários antigos nos últimos anos.

DEIXE UMA RESPOSTA