A universidade de Ochanomizu, em Tóquio,
A universidade de Ochanomizu, em Tóquio (Foto: Reprodução/Wikimedia Commons)

A universidade de Ochanomizu, em Tóquio, que mantêm em seu corpo discente apenas alunas do sexo feminino, anunciou que passará a aceitar estudantes transgêneros a partir de 2020.

Apesar de haver já uma instituição de ensino superior feminina, que aceita pessoas trans em seu quadro, esta medida pode ser considerada pioneira, por ser a primeira vez que não haverá a necessidade de cirurgia de redesignação sexual, nem documentação específica para o ingresso das estudantes, de acordo com o jornal Yomiuri.

LEIA MAIS:


Jornalista da GloboNews se pronuncia após repercussão de saída do armário: “Triste”

“Se pode homem com homem, porque não um homem com duas mulheres?”, questiona Mr. Catra

Entretanto, a universidade pretende definir critérios de avaliação das alunas trans para o ingresso delas. Medidas internas também serão tomadas, além da análise da convivência das novas estudantes com as veteranas cisgêneros.