Uniuversidade Estadual da Bahia (Uneb)
Universidade Estadual da Bahia (Uneb) (Foto: Cindi Rips/Divulgação)

A Universidade Estadual da Bahia (Uneb) anunciou nesta segunda-feira (23) que travestis e transexuais passaram a fazer parte do seu sistema de cotas, que também contemplará ciganos, quilombolas, portadores de deficiência, transtorno do espectro autista e altas habilidades.

De acordo com a instituição, 5% das vagas serão adicionadas para cada um dos grupos, além daquelas que são ofertadas aos demais. Desta maneira, as novas cotas não devem interferir no percentual que é ofertado para aqueles que participam do seu processo seletivo como não cotista.

LEIA MAIS:


Aretuza Lovi anuncia data de lançamento de single em parceria com Iza; Ouça

Gay em Orgulho e Paixão, Juliano Laham torce por beijo de personagem: “Ficaria feliz”

A Uneb já oferece as tradicionais cotas para negros que fazem parte de 40% das vagas ofertadas aos seus cursos de graduação e pós-graduação e 5% para indígenas, além das vagas de ampla concorrência, que contemplam 60%, segundo a instituição.

Para concorrer as vagas, assim como nos demais grupos, os candidatos devem ter cursado todo a segunda etapa do ensino fundamental (6° ao 9° ano) e ensino médio exclusivamente em colégio público e ter renda mensal familiar de até quatro salários mínimos.

DEIXE UMA RESPOSTA