A atriz Scarlett Johansson
A atriz Scarlett Johansson (Foto: Divulgação)

A atriz Scarlett Johansson se prepara para viver o seu próximo desafio no cinema. Ela vai dar vida a um homem transgênero em Rub & Tug, filme que marca mais uma vez a parceria com o diretor Rupert. As gravações estão previstas para começarem, apenas em 2019.

O novo papel, entretanto, nem começou a ser concebido e já entrou no centro de uma polêmica. Isso porque ativistas LGBT questionaram mais uma vez a escolha de uma mulher cisgênero para fazer um personagem trans. Em meio a tantos atores com a identidade de gênero que poderiam ter a oportunidade de estrelar a produção.

Conhecida durante a campanha do #OscarsSoWhite, April Reign usou o seu perfil no Twitter para criticar a escolha da musa para o filme. “Scarlett Johansson recebeu uma reação considerável por Ghost in the Shell, quando interpretou um personagem asiático. O filme despencou. Implacável, ela se uniu COM O MESMO DIRETOR para interpretar um personagem masculino e trans em Rub & Tug”, disse.


LEIA MAIS:

Casal é condenado por transar na frente de filho para “ensiná-lo a não ser gay”

Giovanna Ewbank revela com que famosas namoraria se fosse lésbica

Reign se referia ao fato de Johansson ter sido alvo de polêmicas por ser uma mulher branca interpretando uma personagem asiática em Ghost In The Shell. Muitos apontam este fato para o considerável fracasso do filme nas bilheterias.

Em sua defesa, os representantes de Scarlett responderam à polêmica em uma mensagem ao site Bustle.com. “Diga a eles (os críticos) que podem se dirigir diretamente aos representantes de Jeffrey Tambor, Jared Leto e Felicity Huffman para receberem seus comentários”, respondeu citando ainda três personagens transgêneros feitos por pessoas cis que foram elogiados.

Huffman foi indicada ao Oscar por “Transamerica”, Leto ganhou Oscar de melhor ator coadjuvante em “Dallas Buyers Club” e Tambor ganhou dois Emmys pela série “Transparent”.