Pabllo Vittar na capa da revista Paper
Pabllo Vittar na capa da revista Paper (Foto: Divulgação/Revista Paper)

A drag queen Pabllo Vittar é capa e recheio da última edição da PaperPride, versão da revista homônima para celebrar o Orgulho LGBT, que já trouxe personalidades da comunidade como o vocalista do Years & Years, Olly Alexander, na semana passada.

Além da entrevista pela cantora Charlie XCX, parceira de longa data, na qual a performer falou sobre diversos assuntos comuns a sua figura, como lida com o sucesso, seus figurinos e sobre a sua militância, ela também protagonizou um ensaio colorido.

Sobre a sua imagem representar a comunidade LGBT, ela explicou: “Vivemos o momento mais difícil de todos e ser capaz de representar essa comunidade dá forças não somente para os meus fãs, mas também para mim, para continuar fazendo o trabalho que fazemos, o que é muito importante”, afirmou.


LEIA MAIS:

Com filho gay, Popó conta que já beijou homem:”Uma das piores experiências da minha vida”

Padre italiano renuncia título na igreja para se casar com namorado

Identificada como gênero fluído, a artista diz não ter preferência por ser tratada no feminino ou masculino, mas dedica o seu trabalho às gays femininas. “Se eu pudesse ter escolhido onde nasci, eu teria escolhido nascer aqui de qualquer maneira, porque as pessoas LGBTQ+ no Brasil são muito fortes. Não quero dizer que a comunidade não seja forte em outros lugares, mas aqui temos”, analisou.

Questionada por quais artistas gostaria de fechar uma colaboração, Pabllo foi categórica e elegeu Rihanna e Demi Lovato. Porém, não se sente preparada. “Estou muito focada no meu novo álbum por agora e adoro ir para fora ver shows de artistas que adoro, mas cantar eu acho que somente no próximo ano. Estou muito ansiosa para fazer minha música chegar a locais que ela ainda não esteve.”

Confira algumas fotos do ensaio: