Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Pré-candidato à presidência da república, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) falou mais uma vez sobre a situação da comunidade LGBT no Brasil, durante a sabatina da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, nesta quarta-feira (04).

Na tentativa de descontrair, Bolsonaro justificou o seu posicionamento, lembrando que na sua infância “ainda nem se falava em identidade de gênero. (Não tenho) nada contra. Quem for feliz com seu parceiro, muito bem. Quem sabe amanhã eu vire (gay) também?”, disse.

LEIA MAIS:


Em post, Paulo Gustavo brinca: “Se Jesus fosse vivo tava no show de Pabllo Vittar”

Orgulho e Paixão aborda homossexualidade no início do século XX

Ainda no debate, o presidenciável falou sobre outros temas polêmicos como as cotas para os negros, que disse ser contra a medida de reparação. “Sou contra as cotas (…) Não adianta inventar cotas, sou contra elas porque, a meu ver, somos iguais. Tem muitos afrodescendentes que concordam com essa ideia. Somos iguais, somos competentes”.