O cantor Nego do Borel, no clipe de Me Solta
O cantor Nego do Borel, no clipe de Me Solta (Foto: Reprodução)

O recém-lançado clipe de Nego do Borel para música “Me Solta”, vem causando polêmica e alvo de muitas críticas da comunidade LGBT, que acusou o cantor de oportunismo por tentar se aproximar dos gays para visar o lucro, além de tentar essa aproximação, mas ser apoiador de um dos considerados inimigos de toda a população da diversidade, o deputado federal Jair Bolsonaro, por ter uma foto ao lado dele divulgada nas redes sociais. Em entrevista ao jornal O Globo, o funkeiro falou sobre o caso.

“Não apoio o Bolsonaro”, afirmou o cantor. “Esta foto foi tirada num jantar em que eu estava também, a pedido do filho dele [o deputado estadual pelo Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro]. Não costumo negar tirar fotos com ninguém”, justificou.

LEIA MAIS:


Jovem trans usa parte da pele do antebraço para implantar pênis

Igreja de Indiana nos EUA que instalou painel com mensagem homofóbica é despejada

Sobre o vídeo no qual beija o modelo Jonathan e se traveste de mulher para interpretar a sua personagem Nega do Borelli, o músico contou que não teve a intenção de ofender.

“Quando eu decidi fazer esse clipe sabia que poderia ser algo polêmico, mas fui em frente. A Nega da Borelli é uma personagem que, pra mim, representa a liberdade de ser quem eu sou”, explicou.

Nego do Borel posa para foto com deputado federal Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Twitter)

DEIXE UMA RESPOSTA