O youtuber Felipe Neto
O youtuber Felipe Neto (Foto: Divulgação)

O youtuber Felipe Neto usou o seu canal para se pronunciar sobre o seu vídeo íntimo que vazou nas redes sociais, nesta quarta-feira (25), no qual aparece se masturbando deitado em uma cama. Na gravação, ele contou que o registro é datado de em torno de três anos e que foi surpreendido ao ver que ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter.

“Acordei e a primeira coisa que faço é ver como estão as notícias e conversar com as pessoas mais próximas a mim. E chegou uma mensagem do Bruno falando: ‘Felipe, vazou um vídeo seu se tocando’. Falei: ‘Tá, qual é a piada?’. Eu entrei no Twitter e vi que estava nos principais assuntos. E vi que tinha um nude meu vazado de 3 anos atrás. Eu demorei um pouco a acreditar no que estava acontecendo. No início eu fiquei confuso, meio pasmo e sem saber o que fazer. No início foi bastante tenso”, lembrou.

O digital influencer disse então que convocou a sua equipe para saber como lidar com a situação. “Todos eles falaram em processar, entrar na justiça, acionar a polícia. Mas o que vou falar? Como vou me posicionar? Veio a sugestão de ignorar, só nos posicionar dizendo que vamos tomar as medidas cabíveis. Aí falei: ‘Faço piada de tudo na minha vida e não vou fazer piada do meu pinto?”, brincou.


LEIA MAIS:

Pabllo Vittar dá joelhada no rosto durante ensaio e adia gravações de clipe

Jovem chinês passa por cirurgia após introduzir cabo USB no pênis

Neto ainda exibiu alguns memes que surgiram a partir do vazamento. E em tom serio encerrou o desabafo explicando porque tomou a decidamos de processar os responsáveis por expôr as imagens na web. “Você não pode compartilhar um nude achando que não está cometendo um crime. Todas as pessoas que compartilharam, divulgaram o vídeo, serão processadas criminalmente. A equipe dos advogados já está trabalhando nisso.”

“Não é simplesmente ao dano causado a mim e minha imagem. É óbvio que isso existe, vai causar dano, pai e mãe vai ver e ai levar para o lado errado, não vai levar em consideração que eu sou a vítima da história. Porém, essas pessoas serão processadas porque não podemos deixar passar impune, não importa quem seja a vítima da situação, as medidas precisam ser tomadas”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA