Justiça
Justiça (Foto: Reprodução/Internet)

Acontece nesta segunda-feira (16), no Fórum Criminal da Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo o julgamento por Júri popular de um casal gay pelo sumiço de Luiz Guilherme Silva de Campos, de 4 anos, em 2013. A justiça comparou o caso com o desaparecimento de Eliza Samúdio, ex-amante do goleiro Bruno Fernandes, em 2010.

Assim como Eliza, o corpo do menino também nunca foi encontrado. Entretanto, o fato não foi empecilho para que as investigações concluíssem que a vítima foi torturada, assassinada e teve o cadáver ocultado. As informações são do G1.

LEIA MAIS:


“Não me sinto nem menino, nem menina”, revela Gloria Groove

Policial Civil trans manifesta apoio a PM vítima de homofobia por beijo gay em Metrô

O casal formado por um enfermeiro e um estudante universitário é acusado pelo crime que aconteceu no dia 15 de outubro de 2013. A mãe da criança havia a entregado ao primeiro para cuidá-la, por não ter condições financeiras. Segundo o Ministério Público (MP), o garoto tinha obrigações domésticas como limpar a casa e apanhava caso não cumprisse as tarefas.

Os acusados, no entanto, negam as acusações e em sua defesa, afirmam que o padrinho tinha dado Luiz Guilherme ao pai biológico, que por sua vez, informou não ter recebido o o menino. Provas técnicas demonstram que não houve nenhum contato telefônico entre o suspeito e o genitor do menor.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA