O homem trans Lee McLoughlin vai receber indenização de barbeiro que recusou cortar seu cabelo
O homem trans Lee McLoughlin vai receber indenização de barbeiro que recusou cortar seu cabelo (Foto: Acervo Pessoal)

Um barbeiro de Dublin, na Irlanda, foi condenado a pagar uma indenização no valor de 5 mil euros (cerca de R$ 20 mil) para um cliente, que teve um corte de cabelo negado por ele ser um homem transgênero. As informações são do jornal local Independent.

De acordo com os autos do processo, Lee McLoughlin foi até a barbearia para fazer um corte de cabelo e a barba, e após esperar cerca de 25 minutos, ouviu do profissional: “Não corto cabelo de mulheres!” Mesmo a vítima explicando toda a situação o homem se mostrou irredutível: “Me desculpe, não corto cabelos femininos! Procure outro salão.”

LEIA MAIS:


Evandro Santo lembra discriminação quando assumiu ser gay: “Jogavam goiaba na minha cabeça”

Ministério Público pede que Netflix não disponibilize série adulta Super Drags no catálogo infantil

O episódio fez com que McLoughlin se sentisse humilhado e por isso procurou a justiça, com a ajuda de um amigo dono de um escritório de advocacia. A ação deu parecer favorável à vítima por constatar o dano moral causado. “É uma vitória para todas as pessoas trans, sinto que foi feita justiça”, comemorou ele.

“Eu avisei a ele que sou trans, não consegui acreditar que estava passando por isso. Decisões como esta são importantes para servirem de exemplo a muitos profissionais por aí e pra que pessoas trans deixem de ser tão discriminadas”, completou.