Casal lésbico expulso de Uber em Nova York
Casal lésbico expulso de Uber em Nova York (Foto: Reprodução/Instagram)

Um vídeo de um casal lésbico sendo expulso de um carro por um motorista da Uber começou a viralizar nas redes sociais e chocou os internautas pela violência a qual foi feita.

Emma Pichl e sua namorada Alex Lovine chamaram o veículo por aplicativo durante uma viagem pela cidade de Nova York. Durante a corrida, as duas acabaram dando um selinho, o que foi suficiente para Ahmad El Boutari tratarem mal as lésbicas, xingando-as de desrespeitosas, além de as expulsarem do carro, alegando que a troca de carícias era “ilegal”.

LEIA MAIS:


Daniela Mercury defende criminalização da homofobia: “Não está clara na lei brasileira”

Millie Bobby Brown exclui conta no Twitter após virar meme homofóbico

Em entrevista ao New York Post, Emma contou o ocorrido que foi reportado a central do Uber que descadastrou o motorista da plataforma. Procurada pela imprensa, a CEO da empresa, Dara Khosrowshahi, repudiou a atitude do colaborador. “Vivemos em uma sociedade livre e o Uber é uma plataforma disponível para qualquer pessoa independente de formação, orientação, ou qualquer fator. Respeito é fundamental. É uma circunstância infeliz e faremos de tudo para que não se repita”, afirmou.

Apesar de todo o transtorno do momento, as vítimas chegaram a registrar toda a ação do motorista e compartilhou o vídeo em um post nas redes sociais.