Vacina
Vacina (Foto: Reprodução/Internet)

Com o objetivo de erradicar o vírus HIV do organismo, uma nova vacina, atualmente em testes satisfatórios com animais, deve começar a etapa de provas com humanos já no ano que vem. Os resultados foram divulgados na edição de junho, da revista médica Medicone Nature.

De acordo com a publicação, cientistas do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID) e parte do Instituto de Saúde Nacional dos Estados Unidos (NIH), aprovaram os avanços no antídoto aplicados em camundongos, macacos e porquinhos da Índia.

“Cientistas do NIH usaram seu conhecimento detalhado da estrutura do HIV para encontrar um local de vulnerabilidade do vírus, e conseguir com isso, projetar uma vacina nova e potencialmente poderosa”, explicou o diretor do NIAID, Anthony S. Fauci.


Baseada em epítopos – parte específica de um antígeno no qual um anticorpo pode se ligar -, a vacina consegue extrair esses anticorpos, após a identificação de anticorpos poderosos que podem aniquilar o vírus.

LEIA MAIS:

David Brazil comenta vídeo que beija cantor Xanndy:”Ele tava mamadão”

Primeira trans em Malhação, Gabriela Loran exibe certidão de nascimento retificada

Para a revista HIVPlus, que tratava do mesmo assunto, Benjamin Adams explicou como os pesquisadores chegaram até essa conclusão. “Investigadores projetaram muitos imunógenos, ou proteínas projetadas para ativar uma resposta imune, para criar a vacina, usando a estrutura conhecida do peptídeo de fusão”, disse.

Após combinarem diferentes tipos de proteína mais um pico de HIV, os cientistas conseguiram neutralizar cerca de 31% do vírus, o que poderia significar 208 cepas de todo o mundo. Os testes com humanos devem ter início no segundo semestre do ano que vem.