O ator Thammy Miranda no Altas Horas
O ator Thammy Miranda no Altas Horas (Foto: Fábio Rocha/Gshow)

Convidado do Altas Horas, deste sábado (16), o ator Thammy Miranda não podia deixar de tocar no assunto transgeneralidade e disse que, apesar de ainda receber comentários preconceituosos nas redes sociais, nunca foi hostilizado nas ruas.

“É engraçado porque nesse tempo todo as pessoas me encontram na rua e ninguém nunca chegou na minha cara e falou nada de ruim”, contou.

Thammy acredita que se recebesse uma orientação sobre o assunto desde muito jovem não levaria tanto tempo para se descobrir trans. “Preconceito é velado, as pessoas fingem que não existe. Descobri a transexualidade com 32 anos. Não sabia que existia. Sabia que existia a Roberta Close, por exemplo, quando descobri a sexualidade. Gostaria muito de ter conversado”, afirmou.


“Não de imposição. Se fosse impor alguma coisa sobre isso eu seria hétero. Porque gostar de homem igual minha mãe é impossível. É importantíssimo conversar sobre diversidade e saber que existem pessoas diferentes”, continuou.

LEIA MAIS:

“Fui barrado por ser gay”, revela Rupert Everett sobre Hollywood

Casal gay fica gravemente ferido após ser violentamente agredido na Rússia

Ao comentar sobre a cirurgia de redesignação sexual, ele fez mistério ao ser questionado sobre ter coragem de fazer a intervenção.  “Quem disse que eu não fiz? Só quem vai saber é a Andressa”, respondeu ao apresentador Otaviano Costa. O assunto entrou em pauta, após a exibição da cena do reality “Os Gretchens” na qual conta para a tia Sula Miranda que tem interesse em passar pela operação.

O artista explicou porque decidiu levantar a hipótese durante as gravações da série exibida pelo Multishow. “Eu expus no reality as coisas que estavam acontecendo na minha vida naquele momento porque era justo eu dividir e também como forma de informação para as pessoas saberem que existe esse tipo de cirurgia. Para quem quiser pesquisar sobre [o assunto] e se readequar. Para mim [o órgão genital] não é [tão importante]. Outras coisas são mais importantes como o caráter, o amor, o cheiro, o carinho”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA