Skol se junta a outras marcas em prol da causa LGBT
Skol se junta a outras marcas em prol da causa LGBT (Foto: Reprodução)

Dando seguimento a campanha #MarcasAliadas, a SKOL acaba de anunciar a presença de mais quatro empresas que se juntam as outras que sevirão de reforço para o movimento. Dotz, Leroy Merlin, Olla e Vivo integram o time que já conta com à Burger King, BIS, Trident, quem disse, berenice?, AccorHotels, Bradesco, GNT, Itaú, Mercado Livre, Next e Vult.  

Ao todo, a cervejaria e outras 15 empresas de diversos segmentos se juntaram, arrecadando doações que serão divididas entre quatro instituições: Casinha, Todxs e os coletivos Não Desculpo e Transformação. O montante é suficiente para manter as parceiras por cerca de um ano.

Patrocinadora da Parada do Orgulho LGBT em São Paulo pelo terceiro ano consecutivo, SKOL fez a convocação no início do mês e recebeu pedidos de marcas pela internet até o último dia 28 de junho, o Dia Internacional do Orgulho LGBT. “Acreditamos nesta data como um forte símbolo da importância de se unir para falar e ajudar a causa LGBT e, por isso, a escolhemos para esta prestação de contas”, afirma Maria Fernanda de Albuquerque, diretora de marketing de SKOL.


A doação deve ser usada para viabilizar o aluguel de um espaço físico para a Casinha, no centro do Rio, que ajude pessoas LGBT em vulnerabilidade. A TODXS, por sua vez, vai usar o investimento para pilotar um projeto para mudar o cenário de inclusão nas escolas públicas do país, uma pesquisa a nível nacional para direcionar o país para melhores políticas públicas assim como outros projetos que usam de tecnologia e inovação para impactar o Brasil em alta escala.

Já o coletivo Não desculpo, um espaço de acolhimento, troca de informações e experiência entre mulheres LBT, pretende, a partir das doações, criar uma rede de profissionais que trabalham com psicologia, psicanálise e psiquiatria para atender mulheres LBT+ que sofreram ou sofrem algum tipo de violência. O Transformação, que promove educação e cultura para pessoas transgêneras, travestis e não binárias em aulas no centro de São Paulo pretende expandir sua capacidade de atendimento, levando educação para mais pessoas e as doações garantem seu funcionamento por cerca de mais 2 anos.

LEIA MAIS:

Casais homoafetivos se casam em cerimônia coletiva em Salvador

Suécia recebe primeiro estádio LGBT do mundo

A iniciativa nasceu em junho de 2017, quando SKOL celebrou o Dia do Orgulho LGBT com o filme “Mãos”, um convite para que todas as pessoas que tem um compromisso com a bandeira do respeito também vistam essa camisa e se tornem aliadas à causa. Agora, com a campanha #MarcasAliadas, a intenção é dar ainda mais voz a esse movimento que enfrenta desafios diários para superar o preconceito na sociedade.

Em 2017, SKOL e o IBOPE Inteligência realizaram a pesquisa SKOL Diálogos, um retrato minucioso sobre os principais tipos de discriminação que infelizmente ainda existem no Brasil: racismo, machismo, homofobia e gordofobia. O estudo apontou que, entre os brasileiros que se declararam preconceituosos, a homofobia é a mais citada: 29%. O dado reforça a importância dos aliados na luta contra o preconceito.

Por isso, para Maria Fernanda, a ação não termina aí: “A intenção de juntar grandes marcas é mostrar a potência que temos quando nos unimos, mas não podemos parar por aqui, qualquer pessoa pode se tornar um aliado e, seguindo este exemplo, passar a ajudar a causa”, diz ela.

Marcas Aliadas de movimento da SKOL pelo Orgulho LGBT (Foto: Divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA