Pe. Reginaldo Manzotti em entrevista ao SuperPop
Pe. Reginaldo Manzotti em entrevista ao SuperPop (Foto: Reprodsução/Rede TV!)

Convidado do programa SuperPop, da Rede TV!, desta segunda-feira (25), o padre Reginaldo Manzotti falou sobre assuntos polêmicos, como o reconhecimento do casamento homoafetivo enquanto sacerdote da igreja católica.

“Acolher a pessoa do jeito que ela é é diferente de estabelecer aquilo como regra. Não pode se equiparar um casamento gay com um casamento entre homem e mulher. A verdade tem que ser buscada”, afirmou o religioso à Luciana Gimenez.

LEIA MAIS:


“Eu amo a comunidade LGBTQ”, declara Lady Gaga

Milhares pedem avanço nos direitos na Marcha do Orgulho LGBT no Chile

Manzotti ainda defendeu a igreja, que muitas vezes recebe o título de retrógrada, por não acompanhar as mudanças e os avanços considerados pela população mundial. “A igreja não é retrógrada, é morosa para tomar decisões. Ela mais acertou do que errou.”

Sobre os boatos que começaram a circular nas redes sociais no início do ano, que davam conta que ele havia engravidado uma jovem de 21 anos, o padre disse: “Quem plantou [esse rumor] era alguém próximo que queria me destruir. Criaram uma notícia falsa. Eu sabia que não era verdade, a minha preocupação era com as pessoas que me acompanham, que muitas vezes ouvem a primeira notícia mas não a segunda, acreditando que o que ouviram é real. A verdade demora, mas aparece”, declarou.