Cantora trans Linikerno Lollapalooza
Cantora trans Liniker no Lollapalooza [Foto: Reprodução/Instagram]

O show que a cantora Liniker junto com a banda Os Caramelows faria na Rússia em um evento da Copa do Mundo foi cancelado, após inúmeros ataques homofóbicos que ocorreram no país desde o início do mundial. A assessoria da banda divulgou um comunicado explicando os motivos pelos quais eles voltaram atrás.

“Mesmo sabendo de episódios críticos de homofobia no país, [Liniker e os Caramelows] consideraram, em um primeiro momento, fazer da sua participação um ato político. Após o início da competição, muitos casos de ataques a LGBTs ocorreram e é revoltante ver a maneira como o governo russo lida, ou melhor, não lida com a situação, como se alimentasse a intolerância”, disse o texto.

LEIA MAIS:


Casal gay de cisnes é capturado de lago poluído na Áustria

Com show de Lexa, 1º Encontro da Diversidade Social e Cultural acontece em Duque de Caxias

A nota ainda continua: “Liniker e os Caramelows receberam muitas mensagens de fãs preocupados com a segurança da banda e da cantora Liniker. Mesmo tendo o apoio da BMA, da APEX  e dos organizadores da Casa Brasil, o grupo optou por cancelar a sua participação no evento. As turnês canadense e europeia, contudo, não sofrem alterações”.

Governos e ONGs chegaram a publicar alertas para a comunidade LGBT que prestigiam a Copa 2018 para tomarem certos cuidados no país que é conhecido por pela intolerância. A preocupação é por causa da lei criada em 2013 que proíbe qualquer tipo de manifestação que possa ser considerada como “propaganda gay” e “interesses de relações sexuais não tradicionais” para menores de 18 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA