Casal gay
Casal gay (Foto: Reprodução)

Um estudo realizado pela Universidade de Queensland, na Austrália, chegou a conclusão que pessoas homofóbicas tendem a ser menos inteligentes. A análise foi feita através de 11 mil participantes entre os anos de 2012 e 2015. As informações são da revista Galileu.

As pessoas envolvidas no teste tinham que observar habilidade cognitivas, além de questionar atitudes destas mesmas pessoas em relação aos direitos humanos, sendo a indagação principal era se casais homoafetivos deveriam ou não ter os mesmos direitos dos heterossexuais.

LEIA MAIS:


Casal lésbico de empresárias é vítima de homofobia por cliente, no sul do Rio

Friends teria mais diversidade se fosse produzida hoje, diz presidente de canal}

Os cientistas chegaram a conclusão que aqueles com mais habilidades cognitivas, ou seja, mais inteligentes a partir da avaliação da ciência apresentam menos atitudes consideradas preconceituosas. A pesquisa aponta ainda que o resultado independe da educação e poder aquisitivo dos pais.

“Essas são correlações conhecidas entre baixas habilidades cognitivas e o apoio à atitudes preconceituosas ou contra a igualdade”, diz o texto do estudo. “O nosso estudo contribui para o conhecimento em torno do tema provendo a primeira análise entre a habilidade cognitiva e atitudes contra questões LGBT com uma população fora dos EUA”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA