A cantora Wanessa Camargo protesta após ter show interrompido no Milkshake Festival
A cantora Wanessa Camargo protesta após ter show interrompido no Milkshake Festival (Foto: Thiago Durval/ AgNews)

O Sambódromo do Anhembi se vestiu com as cores do arco-íris, neste sábado (02), para a segunda edição do Milkshake Festival, esquenta para a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, deste domingo (02), que reuniu várias atrações voltadas para a diversidade.

Com um discurso aclamado pelo respeito e igualdade as apresentações levaram os 15 mil presentes à loucura, segundo a organização do evento. Dentre as apresentações está Daniela Mercury, Preta Gil, Pabllo Vittar, Gloria Groove, Lia Clark, Wanessa, entre outros.

“Acho o festival genial. É um jeito muito afro-brasileiro de se empoderar. A parada, os festivais, a cultura é muito importante, é a forma que a gente tem de trazer mensagens de uma maneira positiva, de uma maneira interessante, bela. A arte já traz diversidade naturalmente”, declarou Mercury.


Como não podia deixar de ser, o auge da festa foi tomado pelo show da drag queen Pabllo Vittar o maior nome da representatividade LGBT na mídia atual. “É onde a gente tem espaços que a gente tem pra colocar artistas que são LGBT em evidência e mostrar que o trabalho da gente além de trazer alegria, traz representatividade, traz empoderamento para essa galera que está aí”, declarou a performer.

Mas não só alegrias marcaram o evento, uma das maiores saias justas aconteceu durante o show da cantora Wanessa Camargo, que não conseguiu concluir o show por causa do tempo, que começou atrasado – cerca de 19h40 – por causa da entrevista coletiva que aconteceu antes com a imprensa.

LEIA MAIS:

Participação de deficientes físicos na Parada LGBT de São Paulo cresce e chega a 300 inscritos

Pabllo Vittar leiloa figurinos em prol da Casa 1

A organização do evento chegou a cortar o som e as luzes apagadas no momento que o concerto havia chegado ao fim. Irritada, a filha de Zezé Di Camargo se mostrou inconformada, sentou na borda do palco e chegou a deitar no chão em protesto, mas não adiantou e foi retirada por seguranças. Nos bastidores, ela chegou a reclamar dos problemas, por ter sido retirada.

Ao UOL, a mãe da cantora, Zilu reclamou da situação. “O horário quem comanda não é o artista, é a própria produção. Eles fizeram ela atender à imprensa antes. Atrasaram ela e depois cortaram o microfone dela na música principal”, defendeu. 

Wanessa foi convidada por Preta Gil em seu show para cantar as últimas músicas que ficaram faltando em sua performance como a sua mais nova música de trabalho “Mulher Gato”, levantando o público.

DEIXE UMA RESPOSTA